O TREKKER-TREK é uma competição entre um objeto imóvel (o trenó) e uma máquina puxando. O trenó tem rodas traseiras e um prato de derrapagem à frente. O peso total deste trenó é de aproximadamente 15.000 quilos (saiba mais sobre o trenó na página de Carreta). Os competidores tentam mover o trenó o mais longe possível em uma pista especial para Trekker Trek . O comprimento da pista geralmente é de 100 metros. Durante a puxada a fricção vai ficando cada vez mais pesada, porque o peso do trenó será transferido ao prato de derrapagem, até o ponto em que finalmente o trator pára de puxar. O modo para se obter sucesso nessa prova é usar o máximo possível do acelerador para puxar o trenó em mais de 100 metros. Quando o competidor consegue atravessar os 100 metros, dá-se o nome de FULL PULL. Se dois ou mais competidores fazem um FULL PULL, eles têm que puxar novamente. A organização fará com que o trenó fique mais pesado. Então o competidor que conseguir atingir a maior distância ganhará o evento.

Potência Ilimitada

Para se fazer uma ótima puxada, os tratores precisam de muita potência. Na Holanda há máquinas que têm aproximadamente 8.000 HPs. Nos Estados Unidos há tratores que têm mais de 10.000 HPs. Isto significa que os competidores tentam tirar o máximo possível de suas máquinas.

É isso que os espectadores e competidores gostam neste esporte. Não existe nenhuma fábrica onde se pode ir e comprar um monstro desses, eles são todos feitos em casa por técnicos e amadores inventivos. Essa transformação custa tempo e muito dinheiro. Alguns motores a diesel têm mais de dez vezes a potência original de fábrica. Há máquinas equipadas com superchargers e blowers, que usam metanol como combustível, mais de 2.000 HPs. Muitos tratores têm vários motores V8 de aluminium, motores de dragster com mais de 1.500 HPs cada. Até mesmo o uso de motores de aviões velhos é normal neste esporte. Algumas máquinas foram usadas em um Spitfire ou em um Mustang. Os motores são completamente desmontados e depois montados e adaptados para correr com metanol. Neste evento, é muito popular usar máquinas com turbinas de helicópteros e combustível de motores a jato de avião. No Brasil, usam-se máquinas que têm até 1.500 HPs. Há tratores com até quatro motores GM 250S preparados a metanol, tratores com três motores V8, etc.

Como tudo começou

As raízes deste esporte estão nos Estados Unidos. No início do século XX, alguns fazendeiros começaram a realizar um tipo de competição em que o vencedor era quem conseguisse puxar uma pedra grande a maior distância possível.

O primeiro evento foi registrado em 1929 em Ohio. Nos anos 50 e 60 as primeiras regras apareceram. Em 1969, os pilotos montaram uma Associação Nacional de Tratores. Naquele momento, os competidores usavam tratores de fazenda. Nos anos 70 algumas pessoas, em Ohio, inventaram uma "caixa em cruz". Com isso, era possível construir máquinas com mais de um motor em um trator. Logo apareceram tratores com até quatro motores. Ao mesmo tempo técnicos começaram a experimentar os superchargers e turbochargers. Em 1977, foi o ano em que o esporte foi para a Europa. A primeira competição foi em Flevohof (hoje conhecida como "Walibi-Flevo") em Biddinghuizen, Holanda. Naquela época sempre tinha um tipo de demonstração com tratores americanos. Era pequeno, mas logo depois este evento foi formando o Tractorpulling Organisation. Tractorpulling ficou muito popular em pouco tempo na Holanda e logo depois os outros países da Europa começaram também com o esporte.

Em 92 esse esporte chegou ao Brasil. O primeiro evento foi em Holambra (SP), organizado por descendentes de holandeses que já conheciam o esporte do país europeu. Hoje já está sendo praticado em várias cidades.